Política

Mario Cesar nega que Alceu Bueno tenha entregado carta de renúncia

Alceu pode estar envolvido em escândalo sexual

Midiamax Publicado em 26/04/2015, às 21h03

None
mario.jpg

Alceu pode estar envolvido em escândalo sexual

O presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Mario Cesar (PMDB), negou que o parlamentar Alceu Bueno (PSL) tenha lhe entregado carta de renúncia de mandato. “Para mim ele ainda não entregou nenhuma carta”, disse. O chefe do Legislativo municipal afirma que mantém contato com os advogados de Alceu para tratar do assunto.

A Câmara Municipal dos Vereadores deve instalar uma Comissão de Ética para apurar a conduta de Alceu.

Há fortes indícios de que ele esteja  em escândalo sexual envolvendo prostituição e extorsão. Com a abertura da Comissão, inclusive, Alceu pode ser cassado.                  

Rumores no meio político indicava que Alceu renunciaria ao mandato de vereador para não perder direitos políticos. Entretanto, o vereador enviou Carta Coletiva de Renúncia na sexta-feira (24) e deixou a direção estadual do PSL alegando motivos pessoais.      

Caso

O vereador Alceu Bueno e o ex-deputado estadual de Mato Grosso do Sul Sérgio Assis foram indiciados pelo crime de favorecimento da prostituição ou de outra forma de exploração sexual de criança, adolescente ou de vulnerável, por terem praticado ‘conjunção carnal ou outro ato libidinoso com alguém menor de 18 (dezoito) e maior de 14 (catorze) anos’, com pena de quatro a dez anos de reclusão.

Jornal Midiamax