Política

Mais de 16 mil procedimentos são realizados por Caravana da Saúde em Três Lagoas

Próximas cidades a receber o projeto serão Paranaíba e Jardim

Jessica Benitez Publicado em 14/06/2015, às 13h06

None
caravana_da_saude.jpg

Próximas cidades a receber o projeto serão Paranaíba e Jardim

Desde o dia 09 em Três Lagoas, a Caravana da Saúde, que será encerrada nesta manhã pelo Governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), realizou 16.488 procedimentos oftalmológicos, sendo 4.434 consultas e 673 cirurgias. Até o dia 19 mais 900 serão feitas. As carretas do programa ficam no município até esta data. Ontem e hoje ocorreram os chamados dias “D” nos quais a população da região recebeu atendimentos médicos de várias especialidades como neurologia, ortopedia, cardiologia, otorrinolaringologia e pediatria. Além disso, há atendimentos feitos com parcerias do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ/MS), Polícia Civil, Polícia Militar, Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Proncon), Hemosul e Hospital do Câncer Alfredo Abraão.

Desta forma os populares podem tirar segunda via de documentos, negociar dívidas, formalizar união (casamento) e capacitação de 200 profissionais da saúde com ênfase nos cuidados da dengue, zika e chukungunya. A caravana conta com veículos adaptados para fazer os atendimento e equipe médica preparada para procedimentos mais complexos como pequenas cirurgias, por exemplo.

O intuito é diminuir as filas e evitar a superlotação dos hospitais de Campo Grande com pacientes do interior. A medida também evita que o cidadão tenha que se deslocar da cidade em que mora para vir à Capital em busca de atendimento. Antes de Três Lagoas, Coxim e Ponta Porã já haviam recebido o projeto. Em seguida será a vez de Paranaíba, Jardim, Campo Grande, Aquidauana, Corumbá, Dourados, Nova Andradina e Naviraí. Todas correspondem as 11 microrregiões de saúde do Estado.

Os serviços começaram a ser praticados logo após Azambuja tomar posse, tudo por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), ou seja, sem custo ao atendido. Também farão parte do cronograma: consultas odontológicas, tomografia computadorizada, raio-x, mamografia, além de exames para aferição da pressão arterial, glicemia, HIV, capacitação, palestras e gincanas. Na área de infraestrutura estão previstas reformas, ampliações e adequações da rede físicas, além da entrega de equipamentos.

Jornal Midiamax