Política

Grupo quer pressionar TCU para reprovação de contas de Dilma

Grupos Pátria Livre e Chega de Impostos apoiam o manifesto

Jessica Benitez Publicado em 16/06/2015, às 17h42

None
vigilia222.jpg

Grupos Pátria Livre e Chega de Impostos apoiam o manifesto

Hoje às 18h30 cerca de 30 pessoas coordenadas pelo movimento Pátria Livre se reunião em frente ao Tribunal de Contas da União (TCU), na Rua da Paz. No local serão acesas velas formando a frase ‘SOS TCU’ com intuito de pressionar a Corte a reprovar as contas do Governo Federal regido por Dilma Rousseff (PT). O movimento ‘Chega de Impostos’ apoiará a ação em Campo Grande. Outras seis capitais brasileiras farão o protesto, batizado como ‘Vigília Nacional’. O manifesto ocorre às vésperas do julgamento, sendo que o Ministério Público de Contas, que atua juntamente ao TCU, sugeriu aos ministros que que votem pela reprovação do balanço.

Brasília (DF), São Paulo, Vitória (ES), Rio de Janeiro, Cuiabá (MT) e João Pessoal (PB) estão na lista. Ao todo 45 grupos estão mobilizados em todo o Brasil. Segundo a assessora do Chega de Impostos, Karina Maia, a pressão será para que as contas referentes a 2014 sejam reprovadas, tendo em vista que há distorções classificadas como “pedaladas fiscais”. Se realmente houver a reprovação será fato inédito na historia política do País.

Os grupos são conhecidos por terem realizados dois grandes protestos este ano nacionalmente. O primeiro, no dia 15 de março, reuniu mais de dois milhões de pessoas pelas reúnas de inúmeras cidades. Todos diziam não à corrupção. A adesão foi tamanha que novamente os manifestantes ganharam manchetes internacionais.

O segundo, no dia 12 de abril, mobilizou até mesmo o comércio de Campo Grande com quase 300 lojas fechadas em protesto à crise econômica e política. Na ocasião vários grupos chegaram a levar pedido de impeachment à Câmara dos Deputados, porém a atitude não surtiu efeito.  

Jornal Midiamax