Política

Governador destaca reforço no fisco para fortalecer receitas

Equipes irão atuar em quatro núcleos para ampliar arrecadação

Midiamax Publicado em 30/06/2015, às 14h07

None
img-20150630-wa0031.jpg

Equipes irão atuar em quatro núcleos para ampliar arrecadação

O governo do Estado reforçou equipes do fisco para ampliar as arrecadações em Mato Grosso do Sul. Segundo o governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), é mais um esforço para superar momentos de crise financeira e garantir melhorias em várias áreas do setor público.

Reinaldo participou de agenda pública na Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação), onde assinou leis sobre a eleição de diretores de escola e de escalonamento de reajuste salarial dos professores. Na ocasião, foi cobrado pelo dirigente da entidade, Roberto Botareli, sobre a inclusão dos servidores administrativos do setor na agenda de equiparação do piso salarial local ao nacional.

Ao comentar o pedido, Reinaldo falou que o governo passa por dificuldades para atender às demandas na educação. Citou haver escolas “que envergonham todo mundo, com telhado caindo, e salas com um calor que parecem sauna”.

Em seguida, comentou que na sexta-feira (3) tem agenda prevista em Goiânia (GO), onde discutirá com outros governadores a proposta de garantir 75% dos royalties do pré-sal para a educação. Por fim, falou sobre medida adotada que designou 25 fiscais de renda e 40 agentes tributários para atuar em quatro núcleos visando fortalecer as receitas estaduais – na ocasião, Reinaldo não especificou em quais áreas irão atuar estes servidores.

Administrativos

Sobre a questão dos administrativos da área de educação, o governador se comprometeu, segundo Botareli, em abrir discussão sobre o tema dentro de 90 dias. O presidente da Fetems destacou a importância do projeto sobre a integralização do piso salarial dos professores, ressaltando que Mato Grosso do Sul poderá ser o estado número 1 na valorização da categoria.

Jornal Midiamax