Política

Funasa vai destinar mais de R$ 4 milhões para obras de saneamento no MS

Oito municípios serão beneficiados com recursos da União

Ludyney Moura Publicado em 29/04/2015, às 21h06

None
vander_em_recente_reuniao_com_aristides_ao_meio_e_servidores_da_funasa.jpg

Oito municípios serão beneficiados com recursos da União

Mato Grosso do Sul vai receber R$ 4,25 milhões para obras de saneamento básico em oito municípios. A informação foi repassada nesta quarta-feira (29) pela direção da Funasa (Fundação Nacional de Saúde) ao coordenador da bancada federal do Estado no Congresso Nacional, deputado Vander Loubet (PT).

“Todos os deputados e senadores trabalharam muito por esses investimentos, seja aqueles via emenda, seja aqueles inscritos nos programas governamentais. E os técnicos da Funasa também se empenharam para que os projetos fossem aprovados, acompanhando e supervisionando todas as etapas”, destacou Vander.

O dinheiro para os oito municípios será proveniente de convênios firmados entre as prefeituras e o Governo Federal, emendas parlamentares e do PAC 2 (2ª Fase do Programa de Aceleração do Crescimento).

“Essa é uma das grandes liberações da Funasa para o Estado. Representa mais saúde e qualidade de vida para a população sul-mato-grossense”, declarou Aristides Ortiz, superintendente regional do órgão.

O dinheiro deverá ser usado em obras de abastecimento de água, melhorias sanitárias domiciliares, compras de caminhões de coleta de lixo, esgotamento sanitário e sistema de tratamento de resíduos sólidos para 5.808 famílias, aproximadamente 20 mil pessoas.
Os recursos, orienta a Funasa, só serão liberados à medida que os municípios apresentarem prestação de contas de cada etapa do serviço.

Confira os municípios beneficiados:

Com obras de esgotamento sanitário: Coxim, R$ 300 mil, Deodápolis, R$ 240 mil, Aparecida do Taboado, R$ 1 milhão, Amambai, R$ 380 mil, Douradina, R$ 660 mil, Costa Rica, R$ 300 mil, Itaporã, R$ 150 mil e Bataguassu  com R$ 240 mil.

Para a coleta e tratamento de resíduos sólidos: Maracaju, R$ 425 mil  e Nova Andradina, com R$ 320 mil.

Para melhorias sanitárias domiciliares, Dourados, com R$ 215 mil para área indígena.

Sistema de abastecimento de água, Ladário com R$ 255 mil.

Jornal Midiamax