Política

Ex-presidente do TCE critica governo e pede mais humildade a Azambuja

Cícero esteve nesta quinta-feira na Assembleia Legislativa

Jessica Benitez Publicado em 05/11/2015, às 17h28

None
unnamed_3.jpg

Cícero esteve nesta quinta-feira na Assembleia Legislativa

O ex-presidente do TCE/MS (Tribunal de Contas do Estado), Cícero Antônio de Souza, ocupou tribuna durante sessão ordinária da Assembleia Legislativa desta quinta-feira (5) para tecer críticas ao Governo do Estado devido a ausência de projeto econômico diante da crise financeira em todo o Brasil. Além disso, para ele, a situação é agravada pelos aumentos de tributos, principalmente à classe produtora.

“O Estado está sofrendo com corte dos tributos federais e por isso precisa de um projeto de desenvolvimento econômico. Não se pode mais onerar a classe produtora. O produtor não aguenta mais ITCD”, disse referindo-se ao polêmico projeto que altera que prevê alteração na cobrança do ITCD (Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação).

O ex-presidente direcionou críticas diretamente ao governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), e aos componentes do Executivo. “O governador precisa ser mais humilde, não ser o dono da verdade. Precisa de pessoas com mais experiência (no governo) e ouvir os mais velhos”, opinou.

A bancada federal não ficou de fora. “Têm que haver automotivação para crescer, somar à bancada federal para ter esse projeto”, ressaltou. Nas últimas semanas o governo tem sido alvo de polêmica por conta do chamado pacotão fiscal.

Nesta quarta-feira (4) os deputados aprovaram, depois de muita discussão e sob protesto, o aumento da alíquota do ICMS de 25% para 27% no caso das bebidas e de 17% para 20% nos refrigerantes e cosméticos e 28% em cima de operações de importação sobre bebidas alcoólicas, cigarros e derivados do fumo.

Jornal Midiamax