Política

Delcídio faz reunião com ministérios na primeira semana como líder do Governo

Fazenda, Justiça e Casa Civil foram as pastas escolhidas para as primeiras audiências na função

Midiamax Publicado em 02/05/2015, às 15h50

None
delcidio-discutiu-com-o-ministro-da-justica-alternativas-para-solucionar-conflitos-que-envolvem-produtores-rurais-e-indios-em-ms.jpg

Fazenda, Justiça e Casa Civil foram as pastas escolhidas para as primeiras audiências na função

No mesmo dia, Delcidio do Amaral (PT-MS), o novo líder do Governo no Senado, reuniu-se com quatro dos principais ministros do Governo Federal. Em uma só audiência o parlamentar sul-mato-grossense foi recebido pelos ministros da Fazenda, Joaquim Levy, da Justiça, José Eduardo Cardozo, e da Casa Civil da Presidência da República,  Aloísio Mercadante. O senador havia se reunido horas antes com o Ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, com quem debateu sobre medidas de ajuste fiscal encaminhadas pelo Executivo ao Congresso Nacional.

“Fechamos, com o ministro Levy uma agenda para a votação das Medidas Provisórias  664 e a 665, que integram o pacote de redução de gastos enviado pelo governo ao Congresso. Discutimos também uma pauta associada ao crescimento, a novos investimentos, à segurança jurídica e a mudanças no sistema financeiro, para trazer simplicidade no setor”, falou Delcídio que na sua mensagem veiculada sobre o ‘Dia do Trabalhador’ citou ainda uma prioridade no Senado para promover um debate “mais calmo” sobre a PEC 4330/2004 – sobre uma possível mudança de regras na Terceirização. 

O parlamentar sul-mato-grossense, que é também presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, acredita que em maio o Brasil pode finalmente destravar a Reforma Tributária. Isso porque, segundo Delcídio será tramitado no Congresso Nacional o projeto que trata da reforma do ICMS (Imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual, intermunicipal e de comunicação), o que para o senador “incentivará o desenvolvimento, proporcionando uma vida melhor para aos brasileiros”.

MS

Pelo Estado que representa, Delcídio solicitou ao ministro da Justiça a colaboração maior do Governo Federal em ações de segurança na região de fronteira e reclamou da demora na solução dos conflitos pela posse da terra que envolve índios e produtores rurais em Mato Grosso do Sul. 

“Existem projetos para federalizar a segurança pública na região de fronteira e isso precisa ser muito discutido, até porque seremos diretamente impactados por isso, por isso tratei do assunto com o ministro Cardozo. Ao mesmo tempo, falamos sobre a demarcação de terras indígenas, as dificuldades que o ministério tem enfrentado em vários estados brasileiros, e  em Mato Grosso do Sul não é diferente. Assumi com o ministro Cardozo o compromisso de retomar essa discussão relativa à demarcação em nosso estado”, citou Delcídio sobre a audiência com Eduardo Cardozo.

Com o ministro Aloísio Mercadante,  além da pauta de votações no Congresso, o senador conversou sobre os cargos federais.
“Montamos uma série de estratégias relativas às votações que teremos nas próximas semanas. Discutimos também a questão dos cargos federais,  não só em Mato Grosso do Sul, mas em todo o  país. O governo precisa definir rapidamente os cargos do segundo e terceiro escalões. Falamos ainda da sabatina de Luiz Edson Fachin, indicado ao cargo de ministro do STF”, avaliou o senador.

Jornal Midiamax