Política

De olho em 2016, PSB faz convenção para entrosar correligionários

Hoje a sigla conta com um deputado estadual e um vereador na Capital

Jessica Benitez Publicado em 10/07/2015, às 20h10

None
tereza_cristina.jpg

Hoje a sigla conta com um deputado estadual e um vereador na Capital

Amanhã o PSB faz convenção regional com o intuito de afinar discurso para eleição de 2016. Este será o primeiro encontro sob regência da deputada federal Tereza Cristina, cotada para disputar pleito à Prefeitura de Campo Grande. A sigla sempre esteve na base aliada ao PMDB, mas correligionários agora alegam que chegou a hora de ser protagonista. 

Além da Capital, a cúpula mira nos outros municípios sul-mato-grossense para, minimamente, eleger bancada nas Câmaras Municipais. O secretário executivo da direção estadual, Wilson Farinha, explicou que além de traçar planos para 2016, a reunião servirá para entrosar dirigentes antigos aos novos, como é o caso de Tereza.

 “Vamos abrir um tempo para ela falar, mas o discurso é desconhecido até mesmo porque ela está na França e só volta na véspera do encontro”, explicou. Na eleição passada o PSB caminhou junto ao PMDB com o então candidato a governador e ex-prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho. A postulante a vice-prefeita ao lado do peemedebista era a pastora Janete Moraes (PSB).

 No entanto, o presidente municipal da legenda, vereador Carlos Borges, disse várias vezes que a intenção é deixar de ser secundário para tornar-se protagonista. A bancada municipal hoje conta somente com ele e o objetivo é eleger, pelo menos, três vereadores na Capital. Na Assembleia Legislativa somente o deputado estadual José Carlos Barbosa representa a legenda.

Jornal Midiamax