Política

Com presença de populares, prefeito afastado é enterrado em Bela Vista

Sepultamento ocorreu nesta manhã

Jessica Benitez Publicado em 30/10/2015, às 18h09

None
renato_rosa.jpg

Sepultamento ocorreu nesta manhã

O enterro do prefeito afastado de Bela Vista, Renato Rosa (PSB), encontrado morto na casa de sua filha ontem pela manhã, ocorreu nesta sexta-feira (30) com presença de familiares, amigos e moradores da cidade. Além de político, ele era médico e, por isso, bastante conhecido da população que também usou as redes sociais para dar o 'último adeus '. Ele foi sepultado no cemitério do bairro Água Doce.

Uma das hipóteses trabalhadas pela polícia é a de suicídio, reforçada por bilhetes de despedida encontrados no quarto em que o corpo foi achado pelo genro. Renato estava afastado do Executivo, já que em agosto os vereadores abriram CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar supostas irregularidades e decidiram deixá-lo fora do cargo por 180 dias.

Além dos papéis, a polícia recolheu aparelhos eletrônicos, como computador e celular, para periciar junto ao bloco de notas com os últimos dizeres. O tiro que matou o médico saiu de uma pistola calibre 635 equivalente ao revolver com calibre 22 também apreendida no local.

Ontem o genro prestou depoimento, mas, segundo o delegado que conduz a investigação, Alex Sandro Antônio, o abalo era tamanho que não houve novas informações. Por isso, ele deixou para ouvir mais pessoas na próxima semana. O tiro que matou o médico saiu de uma pistola calibre 635 equivalente ao revolver com calibre 22 também apreendida no local.

O prefeito de Bela Vista em exercício, Douglas Gomes (PP) e a Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) decretaram luto oficial de 3 dias. "Recebemos com muito pesar a notícia sobre o falecimento dele, porque o doutor Renato era um grande administrador público e um companheiro na luta municipalista", disse o presidente da associação, Juvenal Neto (PSDB).

Jornal Midiamax