Política

Caravana da Saúde pode virar modelo para Mato Grosso

Taques acompanhará Azambuja na edição de Corumbá

Jessica Benitez Publicado em 02/10/2015, às 17h27

None
_mg_9866.jpg

Taques acompanhará Azambuja na edição de Corumbá

A Caravana da Saúde, programa do Governo do Estado para destravar as filas de espera nos municípios de Mato Grosso do Sul, pode ser levada para outros Estados brasileiros. Aproveitando a vinda a Campo Grande para o encontro do Fórum de Governadores Brasil Central, realizado nesta sexta-feira (02), o chefe do Executivo de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB), irá amanhã para Corumbá acompanhar o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), em mais uma edição do projeto.

“Vou para ver o modelo porque sei que está sendo bem sucedido por aqui”, disse Taques. Amapá e Rio Grande do Sul também já demonstraram interesse em levar o programa. Em agosto, quando a caravana esteve em Paranaíba, o assessor técnico da Secretaria de Saúde do Amapá, Evandro Alves, acompanhou Azambuja para conhecer como funciona o programa e disse que pretende levar para à sua região.

Em Corumbá, a Caravana da Saúde está sendo realizada com parceria da Marinha do Brasil desde o último dia 29 para os atendimentos odontológicos. As ações são feitas por meio de uma embarcação hospitalar da Marinha atracada no Porto Geral da cidade, que atenderá os pacientes até amanhã (3), quando será realizado o dia D.

O translado da população ribeirinha está por conta da Marinha e a estimativa é de que mais de 150 pessoas passem pelos atendimentos odontológicos. O projeto está instalado na Escola Estadual João Leite de Barros, a expectativa é de que sejam realizadas mais de 1800 cirurgias oftalmológicas, 340 cirurgias hospitalares e cerca de 900 exames.

Jornal Midiamax