Política

Câmara reforça segurança e tem plenário lotado em dia de sessão tumultuada

Guardas e PMs foram acionados; plenário está cheio de prós e contras Prefeitura

Midiamax Publicado em 19/05/2015, às 12h15

None
capa_.jpg

Guardas e PMs foram acionados; plenário está cheio de prós e contras Prefeitura

A Câmara Municipal de Campo Grande está lotada na manhã desta terça-feira (19). A segurança no prédio foi reforçada para receber grupos favoráveis e contrários à administração municipal, no dia em que a oposição promete apresentar pedido de abertura de Comissão Processante contra o prefeito, Gilmar Olarte (PP).

Em frente ao prédio, há pelo menos duas viaturas da Polícia Militar e quatro da Guarda Municipal. O plenário já estava cheio antes das 9 horas, deixando muita gente do lado de fora – a sessão começou por volta das 9h15, com a presença de 16 dos 29 vereadores.

Um dos grupos na manifestação, intitulado Fora Olarte, foi organizado via Facebook, após repercussão nacional de ação movida pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) contra o prefeito.

No entanto, há também manifestantes vestindo camisetas com mensagens de apoio ao chefe do Executivo municipal. Fora a confusão decorrente do grande número de pessoas, não houve incidentes entre os dois grupos até o momento.

A professora Carmen Elizete da Cruz, por exemplo, diz que foi encorpar movimento que pede providências com relação à administração municipal. Na visão dela, o prefeito “não está apresentando uma boa performance” e, em 23 anos de magistério, ela diz que nunca viu “uma situação como esta”.

Jornal Midiamax