Política

Câmara pode investigar ‘Caso Gisa’ e empresa deve devolver dinheiro, diz vereador

Comissão de saúde da casa deve discutir o assunto

Midiamax Publicado em 12/02/2015, às 18h28

None
img-20150211-wa0074.jpg

Comissão de saúde da casa deve discutir o assunto

A comissão de saúde da Câmara Municipal promete analisar eventual investigação específica sobre o Gisa (Gerenciamento de Informações Integradas da Saúde). Atualmente, a Prefeitura de Campo Grande está sendo obrigada a devolver R$ 14 milhões ao Ministério da Saúde, valor com juros e correção investido no sistema, que nunca funcionou.

“O MPE (Ministério Público Estadual) está com a demanda e deve nos dizer como agir, mas vamos fazer a primeira reunião da comissão e eu vou ouvir a maioria, vou preservar a democracia”, disse, durante a sessão desta quinta-feira (12), o vereador Paulo Siufi (PMDB).

No entendimento do parlamentar, a Câmara pode investigar o caso – ele, no entanto, não especificou qual seria o procedimento adotado, nem citou o termo CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito). “Se nós da comissão de saúde entendermos que tem que haver investigação por esta casa, vamos abrir. Não tenho problema com isso, até porque esse Gisa eu não conheço, ninguém conhece”, completa o peemedebista.

Ainda segundo Siufi, o correto seria a empresa devolver o dinheiro ao Poder Público – foram pagos à Telemídia Technology quase R$ 9 milhões. “Essa seria a forma honesta”, conclui, prometendo cobrar do secretário municipal de Saúde, Jamal Salem, explicações sobre o assunto, em reunião prevista para o próximo dia 26.

Jornal Midiamax