Política

Câmara deve enfrentar novo protesto: desta vez, contra os vereadores

Servidores querem aprovação de tabela salarial

Midiamax Publicado em 20/05/2015, às 10h52

None
img-20150519-wa0035.jpg

Servidores querem aprovação de tabela salarial

Após tumultuo provocado na sessão desta terça-feira (19), vereadores devem enfrentar novo protesto na sessão de quinta-feira (20). Porém, desta vez, os vereadores serão alvos da insatisfação.

O presidente do Sisem, Marcos Tabosa, já convocou agentes da saúde e de combate a endemias para comparecer à Casa na próxima sessão ordinária, com objetivo de questionar o porquê da não aprovação de um projeto que, segundo ele, está na Câmara há 30 dias.

“É um Projeto de Lei para criação da tabela dos agentes comunitários de saúde e de combate a endemia. A parte mais difícil foi convencer o Executivo a mandar a tabela, que gera impacto financeiro. Estamos trabalhando isso faz cinco meses”, reclamou.

Segundo Tabosa, atualmente o prefeito paga o piso nacional para os agentes em forma de complemento. Com a tabela, os servidores passam a receber o piso no salário base, contribuindo para aumento da renda, principalmente, de quem tem mais tempo de serviço. Com a tabela os agentes passam a ganhar entre R$ 1.014,00 e R$ 1.334,35.

“Não sabemos por que a Câmara não vota. É um projeto em âmbito federal e com verba carimbada. Tentamos falar com o presidente (Mario Cesar-PMDB) e falou que a oposição estava travando a pauta. A oposição fala que ele não coloca porque não quer e fica no jogo de empurra. Alguém está mentindo para nós: ou a oposição, ou a situação”, concluiu.

Jornal Midiamax