Política

Alcides Bernal é reconduzido ao cargo de vice-presidente nacional do PP

Eleição mantém atual direção do PP por mais dois anos

Ludyney Moura Publicado em 15/04/2015, às 20h51

None
alcides_bernal_diogo_goncalves.jpg

Eleição mantém atual direção do PP por mais dois anos

O ex-prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal, que ainda briga na Justiça para retomar o mandato, foi reconduzido à vice-presidência nacional do Partido Progressista, que será comandado por mais dois anos pelo senador piauiense, Ciro Nogueira.

Bernal afirmou que a intenção da chapa reeleita, única concorrente no pleito, é fortalecer o partido nas eleições de 2016, para criar musculatura política para fortalecimento da sigla, quem sabe com uma candidatura majoritária em 2018.

“O PP tomou algumas decisões com relação ao momento pelo qual nosso país está passando, com instituições sofrendo diante destas investigações, denúncias e escândalos. O partido foi citado na Operação Lava Jato (da Polícia Federal), que não foram denunciados, mas que estão sendo investigados. Sofremos com este fato, mas estabelecemos a postura de que não vamos, de modo algum, sofrer por falhas pessoais que por ventura venham a ser confirmadas”, afirmou o progressista.

Além do ex-prefeito da Capital, integram a Executiva Nacional do Partido Progressista o vereador campo-grandense Cazuza, e o vereador corumbaense e ex-candidato a governador, Evander Vendramini.

Com recondução ao cargo nacional, Bernal mandou um recado ao atual prefeito Gilmar Olarte e ao vereador Chocolate, antigos aliados que se tornaram adversários políticos.

“Existe uma expulsão intrapartidária, mas eles se mantêm filiados por conta de uma liminar. Porém, do ponto de vista político, eles não contarão com apoio para disputar futuras eleições. Primeiro porque o Gilmar Olarte procedeu, e continua procedendo, de forma criminosa contra a democracia e o erário público. Aguardamos uma desfiliação voluntária, já que não são bem- vindos”, disparou.

Apesar de não garantir que será o nome do partido para disputar a reeleição em 2016, Alcides Bernal confirmou que o PP terá candidatos a prefeitos nas principais cidades do Estado, e voltou a afirmar que antes de discutir sua pré-candidatura, confia ‘na Justiça para restabelecimento da democracia e da vontade popular’. 

Jornal Midiamax