Política

Acordo entre categorias garante novo projeto sobre ATEs e fiscais

Entendimento também vai extinguir ação que corre no TJ

Midiamax Publicado em 14/04/2015, às 14h14

None
amarildo.jpg

Entendimento também vai extinguir ação que corre no TJ

Um acordo entre categorias e o governo estadual resultou em um novo projeto e fim da ação, no TJ (Tribunal de Justiça), contrária a projeto sobre a nomenclatura dos agentes tributários estaduais. Um novo texto foi lido na sessão desta terça-feira (14) na Assembleia Legislativa.

“É um avanço, o governo tem demonstrado intenção de acordo”, disse o deputado estadual Amarildo Cruz (PT), que é ATE e vem acompanhando a discussão. Depois do acordo, o Sindifisco (Sindicato dos Fiscais de Renda) levou ao TJ pedido de desistência de ação na qual havia conseguido, por meio de liminar, barrar o trâmite do primeiro projeto na Assembleia.

Pelo novo projeto, a categoria dos ATEs passa a ser fiscal tributário estadual. Já a dos fiscais de renda será auditor fiscal da receita estadual. Desde o começo, a suspeita era de que a mudança na nomenclatura permitiria progressão na carreira dos agentes sem concurso público, ao passo que eles garantem tratar-se apenas de colocar no papel aquilo que já fazem no desempenho de suas funções.

Cruz diz que o acordo entre ATEs, fiscais de renda e o governo ocorreu durante o fim de semana. No processo que tramita no TJ, é possível ver mensagem do governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), ao presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi (PMDB), pedindo a retirada de tramitação do primeiro texto, apresentado em 2014, e comunicando o envio de nova matéria, “com as alterações pertinentes ao texto do projeto de lei em comento, para fins de ajustar os interesses da categoria com os da administração estadual”.

Jornal Midiamax