Política

Puccinelli encerra reunião ‘secreta’ com secretários e desmente motivo político

O governador convocou de última hora o alto escalão no final desta quinta-feira (5), horas antes do evento de Eduardo Campos (PSB) com o pré-candidato do PMDB, Nelsinho Trad.

Arquivo Publicado em 05/06/2014, às 21h10

None
365846916.jpg

O governador convocou de última hora o alto escalão no final desta quinta-feira (5), horas antes do evento de Eduardo Campos (PSB) com o pré-candidato do PMDB, Nelsinho Trad.

O governador André Puccinelli garantiu que, ao contrário de rumores, a reunião ‘secreta’ com a cúpula da administração estadual não teve relação com o evento dos peemedebistas marcado para a noite desta quinta-feira (5) com o pré-candidato do PSB à presidência da República, Eduardo Campos. Secretários e superintendentes ficaram horas reunidos na governadoria.

Segundo Puccinelli, a reunião foi apenas de ajuste e serviu para entregar o Governo “redondo”. Ele disse ainda que determinou contenção de despesas e regularização de alguns convênios para entregar o governo sem dívidas.

O governador afirmou ainda que terá recursos para pagar no dia 1º de dezembro os salários de novembro, no dia 19 de dezembro os décimo terceiros, e no dia 29 de dezembro os salários de dezembro.

Puccinelli disse que se sobrar dinheiro do Governo vai mandar distribuir. Puccinelli ainda pediu aos secretários que façam levantamento patrimonial para entregar ‘disquete’ (SIC) com tudo pronto para o próximo governador.

Simone frisa puxão de orelha

A vice-governadora Simone Tebet (PMDB) reiterou que faltam poucos meses para entregar o Governo. “A reunião foi para verificar contratos, obras. Para dar puxão de orelha em quem está gastando demais e acelerar quem está atrasado com seus processos”, frisou.

Simone lembrou que por ser ano eleitoral, recursos não podem ser liberados para o Governo, por isto o ajuste e a reunião para cuidar do custeio dos processos. “É preciso economizar”.


Jornal Midiamax