Política

Prefeitura autoriza obra de ex-prefeito do PMDB que deveria estar pronta desde 2012

A Prefeitura de Campo Grande autorizou nesta sexta-feira o início da construção da Cidade dos Ônibus, projeto que deve concentrar, em um único espaço, todas as empresas de transporte coletivo urbano, intermunicipal, interestadual e internacional que atuam na Capital. A obra chegou a ser lançada em março de 2012 pelo então prefeito, Nelsinho Trad, e […]

Arquivo Publicado em 21/03/2014, às 14h14

None
534791382.jpg

A Prefeitura de Campo Grande autorizou nesta sexta-feira o início da construção da Cidade dos Ônibus, projeto que deve concentrar, em um único espaço, todas as empresas de transporte coletivo urbano, intermunicipal, interestadual e internacional que atuam na Capital. A obra chegou a ser lançada em março de 2012 pelo então prefeito, Nelsinho Trad, e a previsão era de ficar pronta em dezembro daquele ano, mas nunca saiu do papel.

A autorização da obra foi informada na manhã desta sexta-feira pelo secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, César Afonso. Ele não soube informar detalhes ou o custo do projeto.

“O lançamento das obras do projeto Cidade do Ônibus, na manhã desta quinta-feira (29), no Polo Empresarial Sul, será determinante para atingir o objetivo de melhorar a qualidade de vida da população, reduzindo a emissão de CO2 lançada diariamente, além de oferecer um ‘shopping’ de serviços para as empresas de transporte rodoviário intermunicipal e interestadual com sede na Capital”, descreve trecho de notícia publicada no dia 29 de março de 2012 no site da Prefeitura de Campo Grande.

Um dos objetivos do projeto é ajudar a desafogar o trânsito da cidade. A proposta inclui, também, a construção de casas nas redondezas para acomodar os funcionários das empresas de ônibus.

Pelos dados divulgados pela Prefeitura em 2012, a Cidade dos Ônibus ocuparia área de 218 mil metros quadrados e agruparia em torno de 20 empresas. A mesma fonte aponta que seriam gastos R$ 50 milhões no projeto, a ser erguido em área no macroanel rodoviário, região da saída para São Paulo.

Jornal Midiamax