Política

PMDB atrasa encontros e deixa para a última hora decisões sobre 2014

O presidente regional do PMDB, deputado estadual Júnior Mochi (PMDB), afirmou que o partido adiou para fevereiro e março as duas últimas reuniões sobre a disputa eleitoral do próximo ano. O cronograma previa o encerramento para setembro deste ano, seis meses antes. “Dia 15 de fevereiro será o encontro em Dourados e 15 de março […]

Arquivo Publicado em 20/12/2013, às 17h23

None

O presidente regional do PMDB, deputado estadual Júnior Mochi (PMDB), afirmou que o partido adiou para fevereiro e março as duas últimas reuniões sobre a disputa eleitoral do próximo ano. O cronograma previa o encerramento para setembro deste ano, seis meses antes.


“Dia 15 de fevereiro será o encontro em Dourados e 15 de março em Campo Grande”, afirmou Mochi na manhã desta sexta-feira (20), durante assinatura do termo aditivo, na Governadoria.


Apesar do fim dos encontros do partido estar marcado para apenas três meses antes das convenções, o dirigente garantiu que o “martelo já está batido” em relação à candidatura do ex-prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho. “O martelo já está batido sobre a candidatura de Nelsinho”, garantiu.


O PMDB tem feito encontros regionais para discutir com as lideranças no interior sobre o caminho a trilhar para a eleição do próximo ano. O partido decidiu levar a discussão para o interior, em março deste ano. O prazo final seria julho e depois foi adiado para setembro, que também não se concretizou.


Desta forma, o partido vai encerrar as discussões em março quando será feito o encontro em Campo Grande. Além de atrasar seis meses a finalização, também terá apenas três meses para fazer os últimos certos antes das convenções.

Jornal Midiamax