Depois de mais um protesto na manhã desta segunda-feira (16), os professores concursados e ainda não convocados pela Prefeitura de Campo Grande decidiram pôr uma trégua, após promessa do secretário de Administração, Ricardo Ballock, de convocar todos até dia 6 de janeiro de 2014.

Ballock convocou a reunião após os professores ameaçarem protesto em frente da casa do prefeito Alcides Bernal (PP) na tarde de hoje. “Ele prometeu resolver a vida de todo mundo até essa data. Então vamos dar esse voto de confiança e esperar até lá ver se vão contratar mesmo”, disse uma concursada que preferiu não se identificar.

Ela também disse que ele prometeu seguir a lista e que na quinta-feira (19) já chamaria 65 professores dos que não compareceram à última convocação. “Sabemos que as vagas existem. É só andar pelas escolas e creches. Eles jogam a culpa na administração anterior, mas votamos no prefeito justamente pensando na mudança e agora ele também não resolve nada?”, questionou outra.

Participaram do protesto pela manhã e da reunião à tarde pouco mais de dez professores concursados dos 281 que aguardam convocação. Todos foram aprovados em concurso de dezembro de 2009.

O prazo de validade da nomeação é dia 25 de janeiro de 2014. Ao todo, 332 professores que realizaram este concurso foram convocados pela prefeitura. Porém, o resto do grupo teve de assistir à contratação de 3.584 temporários em julho deste ano.