Política

Petistas temem caos em fim de mandato para dificultar governo de Bernal

Na tribuna da Assembleia Legislativa, os deputados Pedro Kemp (PT) e cabo Almi (PT) denunciaram, nesta terça-feira (20), queda no ritmo das ações da prefeitura no fim do mandato do prefeito Nelsinho Trad (PMDB) e alertaram sobre a possibilidade de instalar-se o caos em Campo Grande no início governo do prefeito eleito, Alcides Bernal (PP). […]

Arquivo Publicado em 20/11/2012, às 19h45

None
472449909.jpg

Na tribuna da Assembleia Legislativa, os deputados Pedro Kemp (PT) e cabo Almi (PT) denunciaram, nesta terça-feira (20), queda no ritmo das ações da prefeitura no fim do mandato do prefeito Nelsinho Trad (PMDB) e alertaram sobre a possibilidade de instalar-se o caos em Campo Grande no início governo do prefeito eleito, Alcides Bernal (PP).


Segundo cabo Almi, “percebe-se o desleixo nas ações para dificultar o mandato de Bernal”. “As operações tapa-buraco, os mutirões de limpeza nos bairros, o patrolamento e cascalhamento de ruas diminuíram visivelmente nos últimos dias”, exemplificou o petista.


Provocado por eleitores, cabo Almi contou ter procurado empreiteiras responsáveis por alguns serviços para saber sobre a queda no ritmo das ações. “Liguei e me informaram que a ordem da prefeitura é ritmo lento”, revelou.


Para o parlamentar, a medida poderá resultar no caos no início do mandato do novo prefeito. “O Bernal terá uma dificuldade enorme em manter os serviços”, avaliou.


Kemp engrossou o discurso e ainda atacou as licitações feitas na reta final do mandato de Nelsinho Trad. “Em vez de resolver problemas atuais, o prefeito lança licitações para o futuro”, criticou. “Praças estão abandonadas e a avenida (Ernesto Geisel) em frente ao Guanandizão está desmoronando”, citou.


Enquanto isso, segundo ele, não falta atenção a outras questões. “Causa estranheza a quantidade de licitações em final de mandato influenciando nos governos pelo menos para os próximos 20 anos”, comentou fazendo menção as licitações do lixo, do transporte e da publicidade.

Jornal Midiamax