Política

Para Edil e Nelsinho, PMDB não deve apoiar Giroto e lançar candidatura própria

O vice-prefeito e pré-candidato à prefeitura de Campo Grande, Edil Albuquerque (PMDB), disse que o PMDB tem que ter candidato próprio e que o deputado federal Edson Giroto (PR) que saia como candidato do PR para as eleições de 2012.  “Giroto que saia candidato pelo PR”, avalia o peemedebista na manhã deste sábado durante a […]

Arquivo Publicado em 11/06/2011, às 14h15

None
640429261.jpg

O vice-prefeito e pré-candidato à prefeitura de Campo Grande, Edil Albuquerque (PMDB), disse que o PMDB tem que ter candidato próprio e que o deputado federal Edson Giroto (PR) que saia como candidato do PR para as eleições de 2012.


 “Giroto que saia candidato pelo PR”, avalia o peemedebista na manhã deste sábado durante a entrega de uma quadra de esportes no bairro das Morenhinhas, em Campo Grande. Segundo Edil Albuquerque, o PMDB tem toda estrutura para ter candidato próprio para a prefeitura e não precisa ter um candidato da base aliada como cabeça de chapa.


“O PMDB tem governador, vice-governador, presidente da Assembleia, Câmara, prefeito e vice-prefeito. Temos toda a estrutura para disputar a prefeitura de Campo Grande. É inadmissível que não tenhamos candidato próprio”, justifica o peemedebista. Albuquerque comenta ainda que existe dois fatores dentro do PMDB: os acertos políticos e com a militância.


Ele explica que no caso dos arranjos políticos tem que se levar em conta o momento político quem está mais bem colocado em eventuais pesquisas. Ele também argumenta que antes desses arranjos os militantes políticos do partido têm que aprovar essas decisões.


“O convencimento da militância é complicada. Nos queremos candidato próprio” , disse o vice-prefeito. O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), disse que preferencialmente o PMDB terá candidato próprio. “Eu prefiro que o PMDB tenha candidato próprio é o meu partido, mas vamos esperar as pesquisas”, explica.


O deputado Edson Giroto é considerado o candidato a prefeitura de Campo Grande predileto do governador André Puccinelli (PMDB). Giroto está blindado e o único que alardeia que está trabalhando para viabilizar esse projeto é o correligionário Paulo Correa.


O presidente da Câmara dos Vereadores e Campo Grande, Paulo Siufi (PMDB) já disse que várias alas do PMDB apóiam a candidatura do republicano para a prefeitura de Campo Grande e até que Giroto já começa a percorrer os bairro da Capital para angariar votos.


Siufi, pré-candidato convicto, disse que deixa o partido se Giroto for o candidato.


Jornal Midiamax