Política

Puccinelli não altera programa de TV para pedir votos a Serra

Marqueteiro de Puccinelli teria vetado empenho maior por Serra na TV

Arquivo Publicado em 21/09/2010, às 15h45

None

Marqueteiro de Puccinelli teria vetado empenho maior por Serra na TV

Mesmo pressionado pelo PSDB, o governador André Puccinelli (PMDB) não vai alterar seu programa eleitoral em rádio e televisão para pedir votos para o presidenciável tucano José Serra. A informação foi repassada pelo presidente regional do PSDB, deputado Reinaldo Azambuja, que voltou a apelar a Puccinelli por mais empenho na campanha de Serra, sobretudo, no horário político. Puccinelli teria dito, conforme Azambuja, que manterá Serra fora do programa eleitoral por orientação do marqueteiro da campanha, Chico Santa Rita.

Na última pesquisa de intenção de votos divulgada pela imprensa nacional, a principal adversária de Serra na corrida presidencial, Dilma Rousseff, do PT, teria aberto 30 pontos de vantagem sobre o tucano. O levantamento tracking Vox Populi/Band/iG aponta que a ex-ministra da Casa Civil segue com 53% das intenções de voto. Já o tucano soma 23%.

“Eu conversei com ele [Puccinelli]. Ele me disse que não colocaria [Serra na campanha em rádio e TV]. Puccinelli disse que vai continuar a campanha como tem feito. Isso porque o Chico, marqueteiro, disse que ele não deveria colocar”, comentou hoje ao deixar sessão plenária da Assembleia Legislativa. O dirigente tucano preferiu não relatar as justificativas apresentadas por Puccinelli para tal negativa.

Esta foi a segunda tentativa de fazer Puccinelli vestir a camisa de Serra na campanha. Na primeira vez, o governador teria dito que atenderia ao pedido do PSDB. Contudo, não se moveu neste sentido. O governador ainda tem mais quatro apresentações em rádio e televisão. Mas, a esta altura, o próprio PSDB deve cessar as cobranças. O horário eleitoral gratuito termina no dia 30.

Com isso, Serra passa em branco na campanha eletrônica de Puccinelli. No blog do candidato à reeleição e em sua página pessoal no Twitter também não foram vistas menções a Serra no período eleitoral. Puccinelli chegou a ser alvo de especulações da mídia nacional por “esconder” Serra em sua campanha eleitoral. Mas, o governador de MS não é o único. Além dele, outros candidatos a governador também foram cobrados por não citarem o tucano durante suas campanhas.

Nem fora da televisão, em reuniões políticas, Puccinelli vinha demonstrando entusiasmo pela campanha de Serra. Nos eventos dos quais participa, o governador não chega a fazer um pedido veemente de votos para o tucano. Sempre diz que algo do tipo: “eu voto no Serra, mas respeito quem pensa diferente, desde que vote com consciência”. A atitude é classificada por lideranças ligadas a Puccinelli como uma forma de respeitar o “nicho eleitoral”.

Outro lado

A reportagem tenta contato com a chefia da comunicação da campanha de Puccinelli. Até agora, ninguém atendeu aos telefonemas. O Midiamax aguarda ainda retorno do próprio marqueteiro da campanha Chico Santa Rita ou de assessores dele que foram procurados.

Jornal Midiamax