A mulher que morreu em um acidente na noite de terça-feira (15), em Campo Grande, no Bairro Jardim Leblon, foi identificada pela família como Edilaine Valdez Cáceres, de 34 anos. O homem que estava com ela no motocicleta está em coma na Santa Casa. 

Familiares procuraram o Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal), por volta das 22 horas reconhecendo o corpo da vítima, que quebrou o pescoço no acidente.

A moto em que Edilaine estava ‘rampou’ cerca de 36 metros após passar pelo quebra-molas, que não tinha sinalização de faixas pintadas na transversal. A placa que indicava o quebra-molas estava totalmente encoberta por uma árvore.

Quebra-molas sem identificação

O local onde aconteceu o acidente, na Rua Tamoio, no Bairro Jardim Leblon, não tem sinalização visível indicando que há quebra-molas na rua. O problema acontece porque a placa está totalmente encoberta por uma árvore.

Além da árvore que encobre a placa, o quebra-molas não tem sinalização horizontal, aquelas faixas pintadas no asfalto. Assim, para quem transita pelo local, principalmente à noite, a situação fica ainda mais perigosa e gera revolta de moradores.

Um morador já chegou a pintar por duas vezes o quebra-molas na tentativa de evitar acidentes que são constantes no local. 

Placa totalmente encoberta por árvore (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

O acidente

O acidente aconteceu por volta das 22h56, quando o casal estava na motocicleta e rampou no quebra-molas em uma distância de 36 metros, batendo no poste. Com a batida, Edilaine teve traumatismo craniano e quebrou o pescoço. Ela estava sem capacete. A vítima tinha uma tatuagem de andorinha no pescoço.

O homem foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levado em estado grave para a Santa Casa. Câmeras da região podem ter gravado o momento do acidente que é investigado pela polícia. 

Imagens de câmeras de segurança da rua onde ocorreu o acidente mostram quando o casal, na motocicleta, passa e logo depois um morador sai, o que seria o momento em que a motocicleta bate no poste.