Polícia / Trânsito

Vítima fatal de engavetamento na BR-163 era filho de ex-Procurador-Geral de MS

Caminhoneiro teria freado bruscamente ao ver obras na pista e causou acidente

Fábio Oruê Publicado em 16/07/2021, às 21h53

Rafael era advogado e tinha 34 anos
Rafael era advogado e tinha 34 anos - Foto: Divulgação/ OAB

Motorista de um carro Renault que morreu após colidir na traseira de um VW Polo na BR-163, próximo à cidade de Camapuã, distante 135 km da Capital, na tarde desta sexta-feira (16), era o advogado Rafael Coldibelli Francisco Filho, de 34 anos, filho do ex-Procurador-Geral do Estado de Mato Grosso do Sul, Rafael Coldibelli.

Como noticiado pelo Jornal Midiamax, o acidente envolveu cinco veículos, incluindo outro carro de passeio e mais três caminhões. O caminhoneiro que vinha à frente teria freado repentinamente após ver obras de recapeamento na pista, fazendo com que os veículos que seguiam atrás não conseguissem parar.

O condutor do último carro bateu a cabeça no volante e morreu ainda no local. A OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul) publicou uma nota lamentando o ocorrido na noite desta sexta. Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento.

Jornal Midiamax