Polícia / Trânsito

VÍDEO: jovem fica em coma após carro ser atingido por motorista embriagado em MS

Conforme a vítima o suspeito foi liberado horas após a batida

Anna Gomes Publicado em 28/12/2021, às 13h15

Carro da professora ficou completamente destruído.
Carro da professora ficou completamente destruído. - Divulgação

Uma batida entre dois carros deixou um jovem de 24 anos em coma e outras duas pessoas feridas. O suspeito, um homem de 49 anos estaria embriagado. Ele foi preso, mas conforme as vítimas, já teria sido liberado. O caso aconteceu no último dia 26 de Dezembro, na Avenida Pedro Manvailerem, em Amamabai, município distante aproximadamente 350 quilômetros de Campo Grande.

Conforme a professora Pâmela Rosiele da Silva Araújo, de 29 anos, ela estava dirigindo um Chevrolet Celta e levava como passageiros o esposo, de 32 anos e o primo, um jovem de 24 anos. A vítima conta que trafegava pela via quando seu automóvel foi atingido por um VW Gol.

“Eu estava dirigindo cerca de 30km/h quando ouvi o barulho de um outro carro. O motorista estava dirigindo muito rápido, tentei desviar, mas não adiantou. O Gol acabou batendo na traseira do meu veículo que capotou”, lembra a professora.

Pâmela disse que quando se deu conta, tentou buscar ajuda para o marido e o primo que estavam desacordados. Mesmo muito ferida, ela conseguiu pedir socorro para populares que acionaram o Corpo de Bombeiros.

“O condutor do Gol estava completamente alcoolizado. Ele mal conseguia parar em pé e ainda levava dentro o veículo uma menor de idade e um rapaz. Todos eles tiveram apenas ferimentos leves, mas meu primo chegou a ficar preso às ferragens”, explicou.

A professora quebrou o nariz e teve vários ferimentos pelo corpo. O marido também precisou ficar internado por algumas horas, mas o estado de saúde do primo dela é considerado grave. O jovem precisou ser encaminhado para a cidade de Dourados, onde se encontra entubado no Hospital da Vida.

[Colocar ALT]
Rosto da professora ficou com vários hematomas. 

“A gente trafegava pela mesma via. Ele estava dirigindo em alta velocidade e atingiu a traseira do meu carro. Mesmo assim ele não buscou ajuda para nós”.

Conforme o Boletim de Ocorrência o suposto autor se negou a realizar o teste do bafômetro. O suspeito foi preso em flagrante, mas conforme a professora, ele foi liberado poucas horas após a batida.

“Ele foi liberado pouco tempo depois. É revoltante ele sair da cadeia antes do meu primo sair do hospital. A situação é revoltando. Ele bebe, causa a batida e segue impune. Meu carro deu perda total e ele ainda diz que não arcar com os estragos. Me mandou procurar a Justiça”, lamentou.

A equipe de reportagem do Jornal Midiamax tentou entrar em contado com a Delegacia de Polícia Civil e com o Fórum de Amambai, mas até o fechamento desta reportagem as ligações não foram atendidas.

O caso foi registrado como praticar lesão corporal culposa na direção de veículo automotor e conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência.

VEJA O VÍDEO:

Jornal Midiamax