Polícia / Trânsito

Mesmo com cinto, impacto fez mortos em acidente na Guaicurus pararem no banco de trás

O impacto da colisão entre os dois veículos Volkswagen Gol e Renault Senic na manhã desta quinta-feira (4), na Avenida Guaicurus, em Campo Grande, que acabou na morte de Jair Fernandes, 47 anos e Mário Jorge Pereira, 54 anos, fez com que os corpos das vítimas fossem parar no bando de trás. Socorristas do Samu […]

Thatiana Melo Publicado em 04/02/2021, às 11h40 - Atualizado às 20h09

(Henrique Arakaki, Midiamax)
(Henrique Arakaki, Midiamax) - (Henrique Arakaki, Midiamax)

O impacto da colisão entre os dois veículos Volkswagen Gol e Renault Senic na manhã desta quinta-feira (4), na Avenida Guaicurus, em Campo Grande, que acabou na morte de Jair Fernandes, 47 anos e Mário Jorge Pereira, 54 anos, fez com que os corpos das vítimas fossem parar no bando de trás.

Socorristas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) contaram que ao fazer o socorro viram que as vítimas que estavam de cinto acabaram sendo lançadas para o banco traseiro com o batida, que deixou os carros destruídos. Jair uma das vítimas estava fazendo aniversário nesta quinta (4).

O enteado de Jair contou ao Jornal Midiamax que a família iria fazer um churrasquinho para comemorar. “Ele era uma pessoa muito boa, casou com a minha mãe quando eu tinha 25 anos”, disse.

A irmão de Mário Jorge, Maria Arruda, disse que ele era muito festeiro, alegre e que deixou vários sonhos para trás, além dos dois filhos que tinha. Segundo a mulher, o irmão estava indo a um mercado na companhia do amigo no momento em que aconteceu o acidente.

Os dois estavam na Guaicurus quando o Gol estava fugindo da perseguição e atravessou a avenida acertando o veículo. Com o impacto, as vítimas que estavam com cinto de segurança foram lançadas para o banco traseiro. Eles morreram no local antes da chegada do socorro. O motociclista que provocou o acidente fugiu.

Segundo testemunhas que estavam no local, o motociclista que estava perseguindo a ex levou a mulher do local do acidente. Um borracheiro, que presenciou o acidente, disse ao Jornal Midiamax que depois do acidente o homem que estava na motocicleta ficou discutindo com a mulher falando, “Você viu o que você fez?”. Em seguida ele a levou do local.

Familiares das vítimas foram até o local e ficaram desesperadas quando se depararam com o acidente. Equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e dos bombeiros foram enviados para o local.

Jornal Midiamax