Polícia / Trânsito

Idoso que provocou capotamento de carro policial não renova CNH há mais de 30 anos

Idoso não renova a CNH desde 1987 e pode pagar R$ 880 de multa

Dayene Paz Publicado em 14/04/2021, às 10h48 - Atualizado às 11h54

None
Imagem: Henrique Arakaki

O idoso de 77 anos que provocou acidente com capotamento na manhã desta quarta-feira (14), não renova a habilitação há mais de 30 anos, conforme constatou o BPMTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito). O acidente, que envolveu um Ford Fiesta e uma viatura descaracterizada da Polícia Civil, resultou em uma vítima, que foi encaminhada para Upa (Unidade de Pronto Atendimento) do Tiradentes.

De acordo com o capitão Waldomiro Vargas Junior, da BPMTran, nesses casos o idoso é tratado como condutor não habilitado. "Recebe multa, tem a CNH vencida recolhida e, caso o veículo esteja em dia, é liberado para um condutor habilitado", explicou. Conforme constatado, o idoso não renova a CNH desde 1987. A multa é gravíssima, de R$ 880,41.

Ainda, de acordo com o capitão, como há indícios de que ele foi o causador do acidente, é levado para a delegacia pela prática de crime que consta no artigo 309 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro), de "dirigir veículo automotor, em via pública, sem a devida Permissão para Dirigir ou Habilitação".

Acidente

O motorista do Fiesta seguia pela rua Wagner Jorge Bortoto Garcia, no bairro Danúbio Azul, em Campo Grande, quando no cruzamento com a Avenida Panamericana, não conseguiu frear e colidiu em uma viatura descaracterizada da Polícia Civil. A viatura era conduzida por um policial e tinha uma idosa de 64 anos como passageira. Ela foi socorrida com ferimentos leves pelo Corpo de Bombeiros.

Com o impacto da batida, uma das rodas da viatura foi arrancada e o veículo da polícia foi parar no canteiro central da via. 

Jornal Midiamax