Polícia / Trânsito

De BMW e com 47 passagens pela polícia, condutor bêbado atropela e mata motociclista em Campo Grande

Uma mulher ainda não identificada morreu na noite deste domingo (24), após ser atropelada por uma BMW conduzida por um homem bêbado, na região do bairro Coronel Antonino, em Campo Grande. O veículo era bob e o condutor de 29 anos não possuía CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Além disso, discorre contra ele, uma vasta […]

Dayene Paz Publicado em 25/01/2021, às 09h39 - Atualizado às 15h15

Moto Biz ficou presa em BMW. Imagem: Divulgação
Moto Biz ficou presa em BMW. Imagem: Divulgação - Moto Biz ficou presa em BMW. Imagem: Divulgação

Uma mulher ainda não identificada morreu na noite deste domingo (24), após ser atropelada por uma BMW conduzida por um homem bêbado, na região do bairro Coronel Antonino, em Campo Grande. O veículo era bob e o condutor de 29 anos não possuía CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Além disso, discorre contra ele, uma vasta ficha criminal, entre tráfico de drogas e até homicídio.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência, o homem estava em alta velocidade com a BMW de cor preta, quando teria fugido ao ver uma viatura da Polícia Militar no Jardim Imperial. Os militares então iniciaram um acompanhamento tático, quando perderam o veículo de vista. No entanto, ao entrar na rua Veridiana com a Avenida Prefeito Heráclito José Diniz de Figueiredo, perceberam um tumulto e pessoas apontando para um acidente.

Os policiais constataram que se tratava da mesma BMW que estava em alta velocidade. Segundo apurado, o veículo com placas de São Paulo era conduzido pelo rapaz de 29 anos e também tinha outros dois rapazes como passageiros. Eles voltavam de um aniversário no Autódromo de Campo Grande, onde ingeriam bebidas alcoólicas desde às 15h.

Ao ver a polícia, o rapaz fugiu. Então, ao chegar no semáforo na rua Veridiana, acessou a contramão da via, onde ainda trafegou por cerca de 400 metros, quando atingiu frontalmente a Honda Biz, conduzida por uma mulher. A vítima chegou a ser lançada a cerca de 10 metros da colisão e morreu no local. Já a Biz foi arrastada por cerca de 100 metros, permanecendo presa a BMW. A filha da motociclista informou que a mãe estava voltando da casa de uma amiga.

Após bater na Biz, mesmo com veículo preso na BMW, o condutor ainda tentou fugir, mas colidiu contra o meio fio e parou. Ele confirmou que havia bebido e fugiu, pois, o veículo era bob e ficou com medo de perdê-lo. O condutor fez o teste do bafômetro, que apontou 0,57mg/l. Ele foi então encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

Jornal Midiamax