Polícia / Trânsito

Motorista que matou guarda municipal em acidente é condenado a 5 anos no semiaberto

Claudio Garcia Lopes, 37, foi condenado a cinco anos e dez meses de prisão inicialmente no regime semiaberto por ter matado o guarda municipal Cléber Afonso de Souza, 42, na noite do último dia 31 de março na Via Parque, região do Jardim Clímax em Dourados, cidade a 220 quilômetros de Campo Grande. Claudio também […]

Diego Alves Publicado em 13/09/2019, às 22h28 - Atualizado às 22h30

(Foto: Adilson Domingos)
(Foto: Adilson Domingos) - (Foto: Adilson Domingos)

Claudio Garcia Lopes, 37, foi condenado a cinco anos e dez meses de prisão inicialmente no regime semiaberto por ter matado o guarda municipal Cléber Afonso de Souza, 42, na noite do último dia 31 de março na Via Parque, região do Jardim Clímax em Dourados, cidade a 220 quilômetros de Campo Grande.

Claudio também teve a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) suspensa por dois meses e dez dias e terá que pagar R$ 20 mil à família da vítima. No acidente, de acordo com a acusação, Claudio estava embriagado, não portava CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e invadiu contramão.

O guarda municipal Cléber Afonso seguia ao trabalho em uma Honda Biz no sentido à Avenida Marcelino Pires. Já Claudio transitava no sentido contrário da mesma via em uma Ford Courier, invadiu a contramão e colidiu contra o servidor. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a ser acionado, porém o guarda municipal morreu no local.

No dia, o teste do ‘bafômetro’ apontou a presença de 0,80 g/l de álcool no organismo do condutor da Courier. No flagrante, ele teria dito que havia bebido entre 6 e 8 latas de cerveja no aniversário de um familiar. Ele foi preso em flagrante por homicídio culposo na direção de veículo automotor, dirigir embriagado e falta de habilitação para dirigir.

Jornal Midiamax