Polícia / Trânsito

Auxiliar funerário conhecido no meio policial e Imol morre após atropelamento

Habib ficou mais de três dias internado na Santa Casa

Diego Alves Publicado em 08/10/2015, às 23h58

None
auxiliar.jpg

Habib ficou mais de três dias internado na Santa Casa

Habib Dutra Conçalves de 36 anos, funcionário da funerária Pax Canaã, conhecido no meio policial, imprensa e Imol (Instituto Médico Odontológico), morreu na tarde desta quinta-feira (8), na Santa Casa de Campo Grande.

O rapaz era conhecido por conta do atendimento em ocorrências policiais e de acidentes de trânsito. Ele trabalhava na remoção de corpos em ocorrência, auxiliando o trabalho da polícia e do Imol.

Habib ficou mais de três dias internado na Santa Casa, após ser atropelado. Ele deixou o culto e foi lanchar na Avenida Ceará. Habib foi atropelado por uma caminhonete que o abalroou contra a traseira de um carro de passeio. Ele foi levado em estado grave para atendimento médico por conta de um traumatismo craniano encefálico.

Jornal Midiamax