Polícia / Trânsito

Taxista vitima de acidente com caminhonete respira por aparelhos

O taxista Sebastião Mendes Rocha, 51 anos, está internado em estado grave na Santa Casa de Campo Grande. Ele dirigia o táxi que foi atingido por uma caminhonete em Campo Grande, em acidente que resultou em uma morte e dois feridos. O acidente ocorreu por volta das 3h30 de segunda-feira (11), no cruzamento da avenida […]

Arquivo Publicado em 15/02/2013, às 17h58

None
1183546937.jpg
O taxista Sebastião Mendes Rocha, 51 anos, está internado em estado grave na Santa Casa de Campo Grande. Ele dirigia o táxi que foi atingido por uma caminhonete em Campo Grande, em acidente que resultou em uma morte e dois feridos.
O acidente ocorreu por volta das 3h30 de segunda-feira (11), no cruzamento da avenida Afonso Pena com a rua Bahia, e vitimou o pernambucano José Pedro Alves da Silva, de 22 anos. 
Diogo Machado Teixeira, 36 anos, conduzia uma caminhonete quando bateu no táxi, onde estava, além de José, Ramon Rudiney Tenório, de 21 anos, e o taxista. Ramon e Sebastião foram encaminhados à Santa Casa de Campo Grande. O primeiro recebeu alta hoje, já o taxista segue internado.
Diogo admitiu ter bebido quatro cervejas e duas doses de vodkas antes do acidente, quando conduzia uma caminhonete Mitsubishi L-200.
“O estado dele ainda é grave, ele está em coma induzido e respirando por aparelhos”, informou Durvalina Ricardo Luz, 63 anos, esposa de Sebastião.
O taxista teve lesão grave no pulmão e rins, o que o obriga respirar por aparelhos e realizar hemodiálise, feita pelos médicos. “Ainda não dá para saber se ele teve algum osso quebrado, porque primeiro estão tratando essas partes mais graves”, comentou Durvalina.
Sebastião não tem previsão de alta. Ele tem duas filhas e uma neta. “Quando eu fui morar com ele, há 27 anos, tinha duas as duas meninas, que ele criou como pai, e elas consideram ele o pai”, disse emocionada a esposa.
Jornal Midiamax