Polícia / Trânsito

Acidente no cruzamento da Zahran com a Rui Barbosa deixa três feridos

Um acidente envolvendo um Corsa, um ix 35 e uma Biz no cruzamento da avenida Eduardo Elias Zahran com a rua Rui Barbosa, por volta das 6 horas da manhã deste domingo (30), deixou três pessoas feridas. Todos foram encaminhadas para a Santa Casa de Campo Grande. Segundo informações da doméstica Risomar Monteiro, 30 anos, […]

Arquivo Publicado em 30/06/2013, às 13h02

None
585596637.jpg

Um acidente envolvendo um Corsa, um ix 35 e uma Biz no cruzamento da avenida Eduardo Elias Zahran com a rua Rui Barbosa, por volta das 6 horas da manhã deste domingo (30), deixou três pessoas feridas. Todos foram encaminhadas para a Santa Casa de Campo Grande.

Segundo informações da doméstica Risomar Monteiro, 30 anos, esposa de Ediselete Brandão de Souza, 35 anos, porteiro. O marido descia pela Rui Barbosa no veículo Corsa, placa HSF 4373, para ir ao trabalho quando o ix 35, placa NRS 8331, atravessou a avenida Zahran em alta velocidade provocando o acidente.

Ela conta que o marido faz o trajeto todos os dias para ir ao trabalho. Ainda conforme a mulher, o marido e a motociclista estavam consciente quando o Corpo de Bombeiros os levou para o hospital.

Risomar revela que ela e Ediselete compraram o carro há apenas dois meses e o veículo era a concretização de um sonho. “Acabamos de comprar. Pagamos apenas duas parcelas e ai vem alguém correndo e bate no nosso carro. Graças a Deus não aconteceu nada grave com ninguém”, diz.

O ix 35 atravessou o muro da loja de materiais de construção Colorado. O proprietário do estabelecimento, Wagner Santos, 31 anos, conta que esta é a quarta vez que a loja dele é invadida por carros que se envolvem em acidente.

Para o empresário, a solução é colocar um radar na avenida Eduardo Elias Zahran antes do cruzamento com a rua Rui Barbosa. “Já procurei alguns vereadores para tentar fazer isso, mas não fiz nenhum ofício. Agora vou oficializar o pedido, não dá para ficar assim”, exclama.

Wagner diz ainda que em uma das vezes em que a loja foi invadida ficou no prejuízo. “Espero que desta vez o responsável pegue pelos consertos”, finaliza.

Jornal Midiamax