Polícia / Trânsito

Preso com traumatismo craniano em acidente com viatura não corre risco de morte

O preso Valdemir Valsan, de 43 anos, que sofreu traumatismo craniano quando a viatura da Polícia Civil que o transportava capotou, já esta na enfermaria da Santa Casa. De acordo com a assessoria do hospital, ele deu entrada no centro cirúrgico no início da tarde de ontem (27), onde passou por cirurgias neurológicas e ortopédicas. […]

Arquivo Publicado em 28/10/2010, às 11h26

None

O preso Valdemir Valsan, de 43 anos, que sofreu traumatismo craniano quando a viatura da Polícia Civil que o transportava capotou, já esta na enfermaria da Santa Casa. De acordo com a assessoria do hospital, ele deu entrada no centro cirúrgico no início da tarde de ontem (27), onde passou por cirurgias neurológicas e ortopédicas. Ele ainda deve ser submetido a uma cirurgia plástica na orelha e está sem previsão de alta.

Valdemir é cunhado do pistoleiro Ireneu Maciel, autor confesso no assassinato do vereador de Alcinópolis Carlos Antônio Costa Carneiro, em Campo Grande.

Irineu que também estava no carro oficial realizou uma tomografia e foi liberado ainda ontem. A assessoria do hospital não soube dizer para qual delegacia ele foi levado, apenas que estava sob a escolta de policiais do Garras (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Sequestros).

O acidente aconteceu por volta das 13h dessa quarta-feira, no cruzamento entre as avenidas Presidente Ernesto Geisel e Afonso Pena. O condutor de um Siena teria passado direto no sinal amarelo não dando preferência a viatura policial que estava com a sinalização sonora ligada.

Valdemir foi socorrido com rachadura no crânio, parte da orelha rasgada e fratura na perna. Irineu teve escoriações. Também ficaram feridos três policias que após orientação médica receberam alta.

Jornal Midiamax