Polícia / Trânsito

Dourados: Morto em acidente usava nome falso e era foragido

A Polícia Civil de Dourados foi informada na tarde de ontem (15) que a pessoa que morreu em um acidente de trabalho em Maracaju usava o nome do irmão e que era foragido da Justiça de Goiás. Genival Pereira da Silva de 35 anos, condenado por latrocínio tinha fugido do presídio de Morrinhos no interior goiano […]

Arquivo Publicado em 16/07/2010, às 10h10

None

A Polícia Civil de Dourados foi informada na tarde de ontem (15) que a pessoa que morreu em um acidente de trabalho em Maracaju usava o nome do irmão e que era foragido da Justiça de Goiás. Genival Pereira da Silva de 35 anos, condenado por latrocínio tinha fugido do presídio de Morrinhos no interior goiano e vinha residindo em Dourados onde se casou e trabalhava na montagem de secadores.


Ele usava os documentos do irmão Eldo Pereira da Silva de 32 anos. Na tarde de ontem ele sofreu um acidente quando montava um secador para algodão em Maracaju e morreu. Com a informação de que a vítima usava o nome falso, policiais do SIG foram até o local onde acontecia o velório e recolheram o corpo da vítima para exame datiloscópico.


Depois dos exames o corpo foi devolvido para a família. A esposa de Genival, disse que nunca desconfiou da falsa identidade do marido. Ela disse que conheceu o esposo logo que ele chegou a Dourados e que não sabia da vida pregressa do companheiro.

Jornal Midiamax