Homem, de 39 anos, suspeito de matar Weser Costa Silva, de 43, foi preso pela Polícia Civil, em Campo Grande. A prisão foi divulgada nesta quarta-feira (10), oito meses após o crime ocorrido no Jardim Noroeste.

À polícia, o suspeito contou que esperou Weser ficar sozinho para matá-lo no barraco em que morava. Ele disse que teria sido ameaçado pela vítima anteriormente, o que teria motivado o crime. 

Ele teria premeditado, alugado uma arma de fogo e esperado o momento em que a vítima estivesse vulnerável para cometer o crime. 

O homem foi indiciado por homicídio qualificado pela traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido.

Se condenado, poderá pegar até 30 anos de reclusão. Conforme a polícia, o inquérito será relatado e encaminhado ao Poder Judiciário.

Homicídio

O crime aconteceu na madrugada do dia 25 de julho de 2023, na Favela da Conquista, no Jardim Noroeste. Weser estava dormindo sozinho em casa quando foi atingido por quatro disparos de arma de fogo na região da cabeça. A arma de fogo era de calibre 380. 

No local, à equipe do Jornal Midiamax, vizinhos informaram que a vítima morava há cerca de um ano no local e era acostumado a disparar tiros para o alto e, por isso, não se importaram com os barulhos ouvidos na madrugada.

A vítima tinha passagens por tráfico de drogas, ameaça, furto, lesão corporal dolosa e violação de domicílio.

Barraco onde ocorreu o crime. (Henrique Arakaki, Midiamax)