As quatro vítimas da chacina na madrugada desse sábado em , na fronteira com Pedro Juan Caballero, foram atacadas quando chegavam em casa no residencial que leva o mesmo nome da cidade fronteiriça.

A informação foi passada há pouco pelo Delegado Regional da Polícia Civil de Ponta Porã, Clemir Vieira. Segundo ele, as vítimas foram abordadas por pistoleiros ainda no interior do carro que usavam.

Quando os policiais militares chegaram o veículo Ônix placas QAS 7742 de Ponta Porã ainda estava ligado.

Ele disse que o caso está sob responsabilidade do Delegado Júlio César Batista de Lima do 1º Distrito Policial de Ponta Porã e que os trabalhos periciais estão sendo realizados com bastante cautela.

Ainda segundo o delegado, as provas e evidencia colhidas serão utilizadas na possível elucidação do crime que chocou a população da fronteira na manhã deste sábado.

O crime aconteceu quando quatro homens ainda não identificados foram surpreendidos por pistoleiros quando chegavam em uma casa na rua Nespereira 239 no Residencial Ponta Porã.

O Corpo de ainda foi acionado, mas no local todas as vítimas de disparos de de fogo estavam mortas.