Juiz da 1ª Vara de Execução Penal de Campo Grande, Fernando Chemin Cury, decidiu durante audiência de justificação, nesta terça-feira (7), que por ter por ter fugido do Centro Penal Agro-Industrial Gameleira, em 2021, o líder do (Primeiro Comando da Capital), José Cláudio Arantes, mais conhecido como ‘Tio Arantes’, deve ter a recalculada.

A informação foi confirmada pelo advogado de defesa Paulo Macena. Segundo ele, ainda não é possível informar quanto tempo a mais Arantes deve cumprir. A informação deve ser divulgada nos próximos dias, após novo cálculo da pena.

“O juiz aplicou falta grave pela evasão dele em 2021 e nós já esperávamos por isso. Um novo cálculo de pena será feito de acordo com a data base da época em que foi capturado. Agora nosso objetivo é focar na saúde dele”, afirma.

Macena ressalta que ainda que o cliente fugiu para tratar problemas de saúde. “Foi na verdade um grito de socorro. Ele estava há sete meses pedindo cuidados de saúde e como não foi atendido, quando teve a oportunidade fugiu para se tratar. É válido dizer que nesse período ele não cometeu crime”, defende.

Capturado na Bolívia

Tio Arantes foi preso no dia 6 de setembro deste ano, na Bolívia, depois de tentar enganar os policiais. Conforme as informações da polícia boliviana, ele se apresentou como Raildo Teixeira da Silva, mas os policiais perceberam que o documento era e, pouco depois, conseguiram identificá-lo.

Dois dias após ser preso pela polícia boliviana, Tio Arantes foi entregue à Polícia Federal de , sob um forte esquema de segurança. No dia 9, ele foi levado para o Centro Penal Agro-Industrial Gameleira, onde cumpria pena antes da fuga.

Saiba Mais