O cumpriu mandados nesta terça-feira (17), em Dourados e Ponta Porã, região de fronteira de com o Paraguai, na segunda fase da Operação Safe Shipping, e apreendeu veículos usados pela quadrilha. Os policiais civis – alvos da – recebiam cerca de R$ 89 mil para fazer o transporte da cocaína.

Cinco veículos da organização criminosa foram apreendidos. A segunda fase da operação tinha como objetivo ‘asfixiar’ financeiramente os integrantes do grupo criminoso que eram responsáveis pelo tráfico. No dia 5 de setembro deste ano, 538 quilos de cocaína foram apreendidos na cidade de Dourados. A carga foi avaliada na época em mais de R$ 40 milhões.

De acordo com o MPMS, os policiais pegaram a cocaína em Ponta Porã e transportaram até Dourados, em viatura oficial. Isso ocorreu ao menos seis vezes, nos meses de julho e agosto de 2023, atividade criminosa por meio da qual acabaram enriquecendo.

O policial que foi preso em setembro transportava cocaína na viatura da 1ª Delegacia da polícia até o entreposto onde foi descoberta a droga, em um imóvel em Dourados. Durante a operação, foram feitas duas prisões em flagrante, incluindo a do policial civil.

Nome da Operação

O nome Safe Shipping faz alusão à ação intitulada no mundo do crime de “frete seguro”, já que a viatura policial usada para transportar a droga, como regra, não é parada, muito menos fiscalizada por outras unidades de segurança pública.

Saiba Mais