A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (20), a operação Unlock II contra manifestantes que bloquearam rodovias com pneus em manifestações que aconteceram em novembro de 2022, logo após os resultados das eleições.

Ao todo são cumpridos quatro mandados, sendo três de busca e apreensão e um de prisão preventiva. A ação deflagrada nesta sexta tem como objetivo o aprofundamento das investigações, na identificação dos envolvidos, inclusive organizadores e financiadores do ato ilícito.

Manifestações com bloqueio de rodovias

No dia 18 de novembro, manifestantes com máscaras e carros sem placas descarregaram pneus e formaram uma barricada no Trevo da Bandeira, na BR-163, em uma área urbana de Dourados, com a intenção de bloquear a rodovia.

Os pneus da barreira foram incendiados, resultando, inclusive, no incêndio de um veículo. Já no dia 20 de novembro, foram apreendidos veículos e materiais que teriam sido utilizados no ato, além da prisão do motorista que transportou os pneus até o local do incêndio.

O grupo de pessoas investigadas deverá responder pelos crimes previstos nos artigos 286 (incitação ao crime), 288 (associação criminosa), 330 (desobediência), 359- L (abolição violenta do Estado Democrático de Direito), todos do Código Penal.