Os dois bandidos que morreram em um confronto com equipes do Batalhão de Choque depois do sequestro do dono de uma , na Avenida Afonso Pena, em Campo Grande, na madrugada de sexta-feira (24), eram membros de uma quadrilha especializada em roubar veículos.

O mandante do roubo foi preso em uma casa de alto padrão, na Vila Nhanhá. A caminhonete seria levada para a Bolívia. De acordo com informações do Comandante Rocha do Choque, a quadrilha começou com roubo de celulares de duas pessoas no Jardim . Com isso, os policiais começaram a monitorar.

Na sequência, a mesma dupla foi para Afonso Pena, com a Rua Rui Barbosa e roubaram a Hilux parada no semáforo. O motorista foi feito de e mantido em cárcere, sendo levado para um galpão no Indubrasil.

Quando os policiais encontraram um dos envolvidos, ele disse onde estavam os comparsas. Quando os policiais chegaram a casa no Indubrasil, houve o confronto contra os bandidos que foram atingidos por tiros, sendo socorridos e levados para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Santa Mônica, mas morreram na unidade de saúde.

A vítima estava com capuz na cabeça e foi libertada pelos policiais.

Comandante Rocha do (Mirian Machado, Jornal Midiamax)

Saiba Mais