Luis Eduardo Santos Leal, de 22 anos, veio para Mato Grosso do Sul por suposta ordem de facção criminosa, para cometer crimes na região de Dourados. Ele foi morto na tarde desta segunda-feira (3), após confronto com policiais civis.

Natural do Pará, ele atirou contra policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais), após ser descoberto em um motel.

O delegado Erasmo Cubas, informou possuir indícios robustos que Luis Eduardo à dupla tentativa de homicídio ocorrida quarta-feira (29) no Izidro Pedroso.

Segundo o delegado, a equipe que realizou o cerco no motel escutou Luis conversando no telefone sobre “dominar o crime na região”. Ao anunciarem que estavam no local, os policiais foram recebidos pelo rapaz com tiros.

Os agentes revidaram e atingiram Luis diversas vezes. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu ainda no local do ocorrido.

De acordo com a polícia, o rapaz escapou da PRF (Polícia Rodoviária Federal) ao ser flagrado transportando 250 quilos de maconha na noite deste domingo (2), em Rio Brilhante.

O delegado afirmou que ainda deve ouvir duas testemunhas, para confirmar se Luis realmente é responsável pela tentativa de homicídio registrada na semana passada.

*Com informações do site Dourados Informa.