Arnaldo Benítez Vargas, um dos líderes da comunidade Paĩ Tavyterã, região de Cerro Corá, Amambay, departamento que faz fronteira com Mato Grosso do Sul, morreu após ser brutalmente atacado por um grupo.

Segundo informações da Polícia Nacional, Arnaldo foi golpeado várias vezes na cabeça com um amortecedor de motocicleta. Ele chegou a ser levado por socorristas ao Regional de Pedro Juan Caballero, mas não resistiu.

Embora as primeiras informações circuladas nas redes indicavam que ele estivesse embriagado, entidades indígenas paraguaias divulgaram manifestos pedindo apuração sobre o crime.

Há um ano, a comunidade também foi atacada por integrantes do grupo criminoso EPP (Exército Popular Paraguaio). Na ocasião, assassinaram dois indígenas, identificados como Alcides Morilla Romero e Rodrigo Gómez González.

Há pouco menos de 15 dias, essas mesmas entidades denunciaram ao Ministério Público que invasores atiraram armas de fogo contra a comunidade.

Saiba Mais