Foi posto em liberdade neste sábado (18) o servidor público de 20 anos, preso na tarde de sexta-feira (17) após fugir da polícia. Ele foi detido pilotando uma motocicleta sem ter CNH e também por provocar dois acidentes de durante a no Santa Fé.

Conforme decisão do juiz plantonista, na audiência de custódia, haveria ilegalidade no . Isso porque o magistrado identificou a ausência de documentação pertinente para respaldar a prisão pela Polícia Militar de Trânsito.

Apesar disso foi considerado que o flagrante está formalmente em ordem, por isso foi homologado. No entanto, foi concedido o relaxamento da prisão para o rapaz, que teve a liberdade provisória concedida.

O Midiamax apurou que a Polícia Militar de Trânsito esteve no local dos acidentes. Inclusive a motocicleta do suspeito foi apreendida, já que estava irregular sem retrovisores e o autor não tinha CNH.

Também foi esclarecido pela autoridade policial que não há ilegalidade na prisão, uma vez que os policiais civis agiram de forma correta.

Preso após perseguição

Conforme o registro policial, equipe do SIG (Setor de Investigações Gerais) da 3ª Delegacia fazia diligências para identificar estelionatários. Os suspeitos estariam atuando na região da Chácara Cachoeira.

Os policiais estavam na Via Park quando viram o motociclista em uma moto sem placa nem retrovisor. Ele ainda estava empinando o veículo, então foi feita abordagem.

Porém o rapaz fugiu e foi feito acompanhamento tático. Na fuga, o suspeito acabou ultrapassando sinal vermelho, colidiu em um Corsa e provocou outro acidente.

Isso porque a motorista do Corsa tentou desviar e acabou atingindo um Gol. Mesmo com os acidentes o suspeito continuou a fuga, sendo abordado depois na Antônio Maria Coelho.

Ele alegou que a moto foi comprada há pouco tempo, por isso estava sem placa. Também confessou que não tem CNH e foi preso em flagrante.

Ainda conforme relatado no interrogatório, o rapaz tem cargo como servidor público de , com salário de R$ 5,3 mil.  O caso foi registrado como desobediência, dirigir sem habilitação, afastar-se do local do acidente para fugir da responsabilidade penal.

O rapaz também responderá pela manobra não autorizada, gerando situação de risco.

*Matéria editada às 16h24 em 20/03/2023

Saiba Mais