Um guarda municipal, de 48 anos, é acusado de ter agredido um homem de 56 durante por insultos. A vítima foi encontrada caída com trauma na cabeça, na manhã desta terça-feira (11) no Bairro Lar do Trabalhador. Ele foi levado para a e está entubado.

Segundo informações do boletim de ocorrência, a Polícia foi informada por moradores que a vítima estava caída no chão, na rua. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado e a médica informou que a vítima estava com um trauma na cabeça.

Segundo populares, teria ocorrido uma briga entre a vítima e o guarda e, em diligências, os militares encontraram o suspeito. Ele declarou ter entrado em luta corporal com a vítima e que a motivação seria insultos ocorridos em data anterior.

Segundo ele informou à PM, no dia dos supostos insultos ele não teria aguentado as provocações e desferido um soco no rosto da vítima o qual, segundo ele, estava bêbado. A vítima teria se desequilibrado e batido com a cabeça no chão.

Outra equipe da PM compareceu à Santa Casa, para onde a vítima foi levada para receber atendimento médico, e foi informada de que ele estava entubado e com risco de morte. O caso foi registrado como dolosa na 7ª Delegacia de Polícia da Capital.

O Jornal Midiamax entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal, responsável pela GCM, questionando se chegou ao conhecimento do órgão o ocorrido e se o pode responder à processo disciplinar. Entretanto, até a publicação da matéria ainda não obteve resposta. O espaço segue aberto para posicionamento.