Nesta sexta-feira (17), funcionária de um em procurou a para denunciar colega de trabalho por perseguição. Ele já teria inclusive filmado a vítima.

Conforme relato da mulher, o colega entrou para o serviço em setembro de 2022, no mesmo setor que a vítima. Ela trabalha em uma sala com mais quatro homens.

Então, desde que entrou o suspeito passou a perseguir a colega, a filmando, questionando o trabalho e as vestimentas. Consta no registro que ele estaria invadindo a liberdade e privacidade no local de trabalho.

Isso estaria ocorrendo pelo fato da funcionária ser a única mulher no setor. Denúncias já foram feitas na ouvidoria, mas não foi obtido resultado.

Assim, a mulher procurou a polícia, já que por causa da perseguição tem sofrido crises de ansiedade e até chegou a sair do local de trabalho chorando.

Com o ocorrido, a vítima denunciou o caso na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.