Jedson Domingues Garais, de 27 anos, assassinado a na manhã desta segunda-feira (6), na Avenida Rachel de Queiroz, no Bairro Aero Rancho, em , havia testemunhado um homicídio em dezembro de 2021. Polícia já teria suspeito do assassinato de Jedson.

Jedson era conhecido como ‘Dudu’ e no dia 26 de dezembro de 2021 testemunhou o assassinato de Douglas Felipe Prudêncio Rolon, no mesmo bairro em que Jedson foi assassinado nesta manhã. ‘Dudu’ estava em livramento condicional desde dezembro de 2020.

No dia do assassinato, Jedson estava no carro junto de Douglas e mais duas pessoas. A vítima foi assassinada com tiros na cabeça e chegou a ser levada para uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) junto dos outros ocupantes do carro, mas não resistiu. 

Informações da época dadas por um dos sobreviventes são de que o autor teria tido um desentendimento com ele e acabou matando Douglas Felipe por engano. O desentendimento teria ocorrido pelo menos seis anos antes do assassinato. 

Jedson tem passagens por tráfico de drogas em 2015 e 2017. 

Câmeras mostram execução

As imagens flagraram o momento em que um motociclista segue e mata a vítima, de 27 anos, que também estava em uma motocicleta. O rapaz morreu na hora, na calçada da farmácia onde trabalhava, na Avenida Raquel de Queiroz.

Colegas de trabalho e familiares reconheceram a vítima como sendo Jedson Domingues Garais. Ele prestava serviço de motoentregador para a farmácia no período da manhã.

Conforme as imagens, a vítima segue pela avenida e sobe na calçada da farmácia, quando o autor, que vestia uma camiseta roxa, vem pela Rua Cajazeira, atravessa a via e atira contra o motoentregador, que cai. O capacete da vítima também cai e rola da calçada até o asfalto.

Cerca de 10 segundos após os disparos, o homem olha para trás e foge subindo pela avenida Raquel de Queiroz.

https://www.youtube.com/watch?v=lqBWjs-F6C0&feature=youtu.be