A apreensão de uma carga de maconha realizada pela PM (Polícia Militar) no interior de causou polêmica entre os petistas nessa quarta-feira (13). Isso porque o entorpecente, que saiu de Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande, estava embalado em forma de tijolos, com adesivos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o slogan “Faz o L”.

A imagem, com mais de 14 mil curtidas, foi divulgada pelo Secretário da Segurança Pública, Guilherme Derrite, que informou que a droga, com origem do município sul-mato-grossense, foi apreendida em Euclides da Cunha Paulista (SP). “Parabéns aos policiais. Continuamos nosso trabalho para demonstrar que em São Paulo o crime não compensa”, publicou Derrite, que deixou os apoiadores do PT (Partido dos Trabalhadores) irritados.

Quem não reagiu bem à publicação foi o deputado estadual Emídio de Souza (PT), que escreveu: “Derrite se apequena ao usar uma de de drogas da Polícia de SP e tentar associá-la ao presidente Lula. Tenha compostura, secretário!”

Fala de segurança de SP irritou petistas (Reprodução, Redes Sociais)

O post está com mais de 14 mil curtidas no e mais de 2 mil repostagens no aplicativo X (antigo Twitter). 

*Com informações do site Metrópoles.