A mãe de uma procurou a delegacia da cidade de , a 338 quilômetros de Campo Grande, depois de descobrir que a filha tinha sido estuprada pelo pai durante visitas. A menina deverá ser ouvida em depoimento especial.

Segundo informações, o caso foi registrado no sábado (14), e, de acordo com a mulher, após a separação, o teria direito a visitas a cada 15 dias e que as visitas seriam sempre supervisionadas até que a criança completasse 2 anos.

Ao completar 2 anos, em setembro de 2022, o pai da criança não teria visitado mais a filha. Mas no fim de semana, a mulher foi até a delegacia e contou que a menina teria dito que o pai abusava dela, segundo o site JP News. A mãe ainda questionou a filha sobre os fatos, mas a menina teria ficado irritada e se calado. 

A mulher relatou que a filha se irritava com a visita do pai e que relutava e chorava ao ser colocada no colo dele. Mas, por não haver provas concretas do suposto abuso, a criança não foi apresentada para que fosse examinada pelo legista.