Duas mulheres foram presas por , associação para o tráfico e posse irregular de de fogo na cidade de , a 144 km de Campo Grande.

Policiais civis abordaram uma Ford Ranger na rodovia MS-080 em com as duas mulheres dentro. Uma delas apresentou um documento de identidade do Espírito Santo, mas a polícia logo constatou que era falso.

Diante da situação, e a mulher confessou que usava nome e documento falso porque estava foragida por tráfico de drogas. Ela foi condenada a 15 anos e 9 meses de e revelou que havia passado o final de semana em uma chácara em Rio Negro.

Residência em chácara, onde armas e droga foram apreendidas (Foto: Divulgação/Dracco)

Junto com as duas mulheres, eles foram até a propriedade após a foragida confessar que haviam drogas e armas de fogo dentro da residência, indicando o local onde estavam escondidos.

Ao todo foram apreendidos dois revólver .38, uma pistola .9mm, quatro munições calibre .9mm e vinte e cinco munições calibre .38. Além de 2,750 kg de maconha e sementes da droga.

Segundo a polícia, a caminhonete Ford Ranger também foi apreendida para averiguação. As prisões foram realizadas pelo Dracco (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado), nesta segunda-feira (6), durante a Operação “Hórus”, do Ministério da Justiça, que visa coibir crimes como o tráfico de drogas, contrabando, descaminho e outros.

Sementes de maconha também foram localizadas e apreendidas (Foto: Divulgação/Dracco)