A residência onde aconteceu o confronte entre agentes do SIG (Setor de Investigações Gerais) e Jeremias Ferreira Dias, de 45 anos, pertence a um trabalhador rural. O imóvel teria sido invadido pelo feminicida que estava em fuga.

O proprietário disse à polícia que estava a trabalho em uma fazenda e que não tem nenhum contato com Jeremias. Ainda segundo o dono do imóvel, sua esposa faz tratamento de saúde e também não estava no local.

Ele também disse aos agentes que investigam o caso, que o cadeado do portão não era o colocado por ele. Já a porta dos fundos ficava aberta para a vizinha entrar e alimentar o cachorro, uma vez que não havia ninguém da família na residência.

Jeremias Ferreira Dias morreu na tarde desta segunda-feira (6), na região da Linha do Potreirito, em , após trocar com policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais) do referido município e de Nova Alvora do Sul, pensou em se entregar, mas acabou desistindo.

Ele estava foragido desde a madrugada do último sábado (4), quando atacou a residência da ex-mulher Cleyde Mara Pereira Abrantes, de 44 anos.

Ela foi assassinada com vários golpes de faca. Daniel também tentou colocar fogo na residência da vítima e ainda feriu o atual companheiro da ex-mulher.